Início Lua de Mel Lua de mel: Maldivas, Singapura, Bali e Dubai
Lua de mel: Maldivas, Singapura, Bali e Dubai

Lua de mel: Maldivas, Singapura, Bali e Dubai

0

O Just Married teve o prazer de preparar o site de casamento do casal Carol e Barreto, que acabam de voltar de lua de mel e gentilmente compartilharam aqui com detalhes sua viagem. Está imperdível!

 

Roteiro

Maldivas – 6 noites

Singapura – 3 noites

Ubud (Bali) – 3 noites

Seminiak (Bali) – 4 noites

Dubai – 3 noites

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.22

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.24

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.25

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.27

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.28

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.30

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.31

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.32

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.33(1)

 

Maldivas

Iniciamos nossa lua de mel indo para as Maldivas, a experiência começa no voo A380 da Emirates Airline, que faz o voo direto para o Dubai! Depois de todos preparativos para o casamento e a festa, nada melhor que pegar este avião incrível, com direito a muitos drinques, e mimos que a cia oferece! Chegando em Dubai, esperamos 3 horas no lounge da Emirates para embarcarmos para Male (capital das ilhas Maldivas). A espera passa muito rápido visto que o lounge oferece todos serviços e conforto para os passageiros. Mais um curto voo e já estávamos no paraíso.

Dos 3 melhores hotéis recomendados, optamos pelo One and Only, acredito termos feito a escolha certa! É super difícil decidir hotel por lá, porque todos parecem excelentes! Porém, conversando com pessoas que já foram, dizem que o One and Only é uma ótima pedida por 3 motivos:

– este hotel é o que oferece mais privacidade entre as vilas na água. Você de fato não tem como ver o vizinho do lado.

– o hotel conta com 6 restaurantes e todas as noites tem alguma atividade como shows, jantares temáticos, coquetéis e etc.

– o hotel dispõe duas praias, fora as outras praias privativas, e também ele está próximo a Male. Ou seja, você não é obrigado a pegar o hidro avião, que muitos acham bacana, mas são aviões pequenos e o tempo nas ilhas Maldivas oscila MUITO! Então, nao recomendo o hidro avião! Após 50 minutos em um SUPER YATCH privado chegamos no hotel.

Difícil explicar a beleza do lugar, a água chega a ser neon de tão clara, o staff do hotel é incrivelmente hospitaleiro, cada villa tem seu concierge privado que faz de tudo para que sua experiência seja maravilhosa!

Nossa villa tinha 140m2 e era em cima da água, às vezes acordavamos com tubaroes nadando (são bonzinhos!), arraias e peixes lindos!

Optamos por fazer um passeio de barco privado e fomos nadar com as tartarugas. Neste passeio, nos levaram em bancos de areia no meio do mar, achamos surreallllll!!!

Ficamos no total 6 noites e, de fato, este lugar menos que 6 noites não da para ficar!!!

O hotel oferece atividades aquáticas, uma academia maravilhosa, um SPA de tirar o fôlego, e muitasss outras atividades!

Se existe um lugar perfeito para ir pós casamento, eu diria que é la! Não indicaria nenhum outro destino, rs!

 

Singapura

Após a semana dos sonhos nas Maldivas, fomos para Singapura.

A primeira impressão foi maravilhosa! Tudo arborizado, limpo, lindo, organizado. Optamos pelo hotel Mandarin Oriental, porque não tínhamos a intenção de ficar dentro do hotel.

O Mandarin é ótimo, tem uma piscina gostosa, é bem localizado, o staff muito agradável, possui restaurantes bons, mas não é nada surreal. Foi ótimo para nós que ficamos apenas 3 noites.

Fizemos um dia de tour guiado na cidade e recomendamos muito para poder entender a história do país. Prédios lindos, arquitetura renomada, restaurantes estrelados, shoppings maravilhosos e sempre calor!

Depois de descansar 6 dias na praia, Cingapura caiu como uma luva para nós que somos agitados! Tivemos a oportunidade de pegar a F1 na cidade e o clima estava muito bacana!

Fomos em festas nos rooftops, jantamos em restaurantes bacanérrimos e a atmosfera da cidade era sensacional!

 

Ubud (Bali)

Depois de 3 noites maravilhosas, seguimos para a Indonésia! Este destino nos foi sugerido pelo roteiro que estávamos fazendo, seria um país que iria misturar interior, cultura, praia, descanso e agito!

A primeira impressão chegando no aeroporto de Denpasar não foi muito boa! De fato, o país é pobre e sujo, ficamos um pouco chocados com isso. Fomos diretamente para Ubud parte do interior de Bali. Chegamos à noite, mas desde então ficamos maravilhados com a beleza do hotel. Escolhemos o Ritz Mandapa e nossa experiência no hotel foi encantadora. Tínhamos uma belíssima vila com vista para o rio, uma piscina privativa enorme, todas as instalações da vila eram de cair o queixo!

No nosso primeiro dia em Ubud, fizemos um tour pelos arrozais, o templo das águas que seria o templo da purifiçao e finalizamos no local onde produzem o famoso café de Luwak.

Não fizemos o passeio pelo hotel o que foi um erro! Havíamos fechado pela agência no Brasil e, no fim, a operadora que estava encarregada dos nossos passeios era péssima… Chamava Trials of Indochina, não recomendamos esta operadora jamais! Nos levaram no pior arrozal de Ubud! Depois deste primeiro passeio, seguimos para o templo.

Continuando nossa experiência, o guia nos explicava sobre a cultura: fazem oferenda 3 vezes ao dia. Oferecem aos deuses bons, aos deuses ruins! Isso já nos deixou um pouco de bode, pois todo país fanático por algo nao desenvolve e tem muita pobreza. A gente acredita que Bali segue esta linha…

Depois desta longa caminhada fomos ao templo da purificação, onde as pessoas vão em busca de purificação, há fontes que jorram água e todos entram molham para tirar a energia negativa. Entramos em uma espécie de guarda volumes, onde balineses trocam de roupa, todos muito magros, sem dentes, miseráveis, uma cena que não vou esquecer! Nosso guia nos fez colocar o sarong (aquela saia) e tivemos que deixar nossos pertences neste lugar. Quando chegamos na purificação, era uma fila dentro da água, com todas aquelas pessoas (porque, para melhorar, era domingo e dia de festa hinduísta)! Tive medo de entrar na água, mas por fim nosso guia nos obrigou a entrar num cantinho… teoricamente, eu precisava entrar de cabeça e corpo, mas não fiz isso…

A programação continuou quando seguimos para conhecer a plantação de café Luwak, onde fizemos uma degustação de café que foi uma delícia. Lá, você tem a oportunidade de ver o bichinho que produz este cafe e, por ser muito tradicional de Bali, eu indico o passeio!

Depois desta experiência, fomos na floresta dos macacos. Um lugar lindo e cheio de macacos que pulam em você. Grande parte são curiosos; não pode deixar nada vacilando, porque eles pegam de você! Achamos bonito o lugar, a natureza maravilhosa, porém achamos sujo. Dava tristeza ver os macacos brincando com lixo produzido pelo homem.

Por fim, voltamos ao hotel e jantamos no restaurante Kubu, muito famoso dentro do nosso hotel.

No dia seguinte passamos o dia dentro do Ritz para curtir! Fomos a piscina, fui ao spa, que é bem bacana porque tem áreas de relaxamento e meditação. À noite, passeamos no centrinho de Ubud!

Nos indicaram ótimos restaurantes, mas descobrimos que precisava de reserva de pelo menos 2 meses de antecedência.

Seminiak (Bali)

Seminiak é a parte de praia onde tem mais agito! Tínhamos a opção de ficar em Uluwatu que fica em cima das falésias e você não tem acesso tão fácil a praia. Em Uluwatu, há os hotéis mais estilo balinês e honeymoon, como por exemplo o Bulgari ou Alilla. Optamos pelo W em Seminiak pé na areia por dois motivos: surf, beach clubs, e festas.

Achamos o centrinho de Seminiak mais agradável, as pessoas mais legais, falam inglês, e tem mais lojinhas internacionais! O Hotel W é super internacionalizado, zero vibe Bali, e bem cheio de gente! Mas nossa villa era linda; uma casa com piscina bem gostosa! Não indicamos o Hotel W se não for para ficar nas villas!

Fomos também a uma praia de surfistas (claro que odiei) chamada Chang Beach, o Rapha curtiu um pouco, porque ele pegou onda. Voltamos desta praia e passeamos no centro, fomos em um beach club almoçar, o famoso Potato Head, onde comi o melhor x-burguer da vida! O por do sol em Bali é lindo. Em Uluwatu, o melhor por do sol fica no Single Fin beach club!!

No segundo dia, fomos conhecer Uluwatu, almoçamos no Bulgari em um restaurante italiano ótimo. Fomos para conhecer o suposto hotel que íamos ficar e, no fim, achamos lindo porém um local que não tem muito para fazer.  Ficamos então felizes em ter escolhido Seminiak! Tivemos muitos dias em hotéis calmos, por isso estavamos ansiosos para ver gente, rs!

Sobre as pessoas de Bali, achamos o público bonito, turistas na maioria australianos, então tem uma garotada..

A comida balinesa é bem ruim para o meu gosto, mas vivia comendo em restaurantes bons, então sobrevivi muito bem!

No outro dia, fomos em um beach club chamado Finn, a apenas 15 minutos do centro de Seminiak. Adoramos, nos divertimos muito! A música era incrível e teve uma festa que foi ate meia noite, acredito ter sido o ponto alto de Seminiak.

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.34

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.35

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.36

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.38

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.39

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.40

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.41

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.43

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.44

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.46

Dubai

Fomos para o Dubai, nossa última parada.

Dubai, foi uma surpresa para nós!!! Escolhemos o hotel Armani para nos hospedar, que é moderno, sofisticado, com ótimos restaurantes, balada e, o melhor, fica no prédio mais alto do mundo; Burj Khalifa!

O Burj khalifa é conectado com o Dubai Mall, o que facilita muito, porque só neste pedacinho de Dubai você consegue ver a vista do Burj Khalifa, o show das águas, o aquário e passear pelo Souk al Bahar: um pedacinho do Dubai Mall com ar das arábias kkk, muitos tapetes persas e produtos locais.

Contratamos uma guia brasileira que, na nossa opinião, foi o ponto ALTOOOO da viagem. A querida Silvia mora em Dubai há 6 anos, casada com piloto da cia. aérea Emirates, ela nos deu uma aula sobre a história de Dubai e todas as informações mais importantes que precisávamos saber.

Com ela, fomos ao museu de Dubai que é pequeno, mas resume a história dos Emirados Árabes. Depois, fomos ao centro financeiro conhecer os prédios maravilhosos de arquitetura renomada, seguimos para o Gold Market, um lugar cheio de especiarias e muitoooo ouro e pedras preciosas! Lá, é o lugar perfeito para se ganhar a primeira jóia do marido!!!

Seguimos para o restaurante Pier Chic, que tem uma atmosfera deliciosa e a melhor vista do Burj al Arab, que é o cartão postal de Dubai. Passamos o dia todo com a Silvia, vendo muitos pontos turísticos da cidade. Um dos lugares que também nos chamou a atenção foi a Marina de Dubai, com muitos points legais para fumar Xixa, relaxar e tomar drinks sem álcool.

No dia que chegamos, almoçamos no Nusr et, restaurante famoso por fazer carnes maravilhosas. Lá é legal para almoçar.. no dia do tour, reservamos o Gold Bar para tomar drinks e depois jantar no Al Mahara, ambos dentro do hotel Burj Al Arab que um dia já foi o hotel mais alto do mundo! Gostamos muito da experiência, ambos lugares lindos, com atmosfera ótima, comida maravilhosa e drinks muito bons. Porem não indicamos casais jovens ficar no Burj Al Arab, pois o hotel é super cafona! Vale a experiência, mas para hospedagem achamos o Armani uma ótima opção.

No último dia, tínhamos duas escolhas: fazer um bate e volta para Abu Dhabi ou ir para o deserto.

Nos foi recomendado um passeio para o deserto que eu diria que é o ÚNICO que é bacana mesmo. Entre as 200 mil agências e passeios que fazem no deserto, o único que funciona bem se chama Heritage! O passeio fica dentro de uma fazenda do Sheik e eles te levam para fazer uma experiência de luxo de como eles viviam há 70 anos na época dos beduínos. Achamos surreal o passeio!!! Pegamos um 4×4 Land Rover sem capota e fomos andar pelo deserto! Assistimos ao por do sol, vimos o show do falcão (ave sagrada para eles) e, depois passamos o resto da noite no acampamento de luxo com direito a jantar regado de comidas típicas, bebidas, xixa, música, dança e até henna para quem quisesse fazer.

No fim, nós amamos o momento e o passeio. Dubai ficou no nosso coração, com certeza um ótimo destino para quem precisa fazer conexão e parar uns dias para curtir o ápice do luxo!!  Além de chegar em Dubai com o A380, você consegue aproveitar um país cheio de cultura e lugares maravilhosos!

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.52

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.54

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.57

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.58

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.13.59

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.01

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.02

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.04

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.05

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.06

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.07

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.08

WhatsApp Image 2017-10-03 at 18.14.09

 

Avalie esse Post

justmarried O Just Married faz o site perfeito para o casal com os dados do grande dia, pois acredita que a festa de casamento começa no site dos noivos! A empresa se uniu ao Casar.com para dar assessoria nos sites de casamento aos noivos do plano VIP Concierge! Além disso, as fundadoras Giuliana Kaufman e Juliana Peixoto Zuppardo, que amam viajar e estão sempre antenadas com o que há de mais bacana em viagens, ajudam com listas virtuais de lua de mel e adicionalmente compartilham com o público seu conhecimento em viagens, em textos periódicos em seu próprio site e no Casar.com. Saiba mais em justmarried.com.br e @sitejustmarried